A tensão entre o conservadorismo e as aspirações à transformação social no protestantismo brasileiro. Em diálogo com a análise das raízes calvinistas no protestantismo alemão e norte-americano por Paul Tillich

Etienne Alfred Higuet

Resumo


O artigo pretende mostrar, a partir de análises de Tillich, que as raízes calvinistas do protestantismo norte-americano se transmitiram ao protestantismo brasileiro e induzem até hoje uma tensão permanente entre o conservadorismo e as aspirações à transformação social. Pois, encontramos no protestantismo brasileiro os mesmos contrastes que no calvinismo em geral e anglo-saxão em particular. O resultado pode ser tanto um abstencionismo político quanto uma participação em vista de conquistar um espaço social e econômico para as comunidades evangélicas, ou ainda uma crítica radical do sistema econômico e social e um engajamento em vista de uma transformação profunda e até revolucionária. O texto procura mostrar isso através de um breve panorama histórico e atual do protestantismo brasileiro e de alguns exemplos significativos.


Palavras-chave


protestantismo, calvinismo, missão, transformação social, conservadorismo, política

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v19n2p41-66

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.