Jizo Bosatsu, Protetor das Crianças

Vitor Chaves de Souza, Elton Sadao Tada, Verônica Regina Muller

Resumo


O artigo resgata credos da tradição budista japonesa sobre Jizo Bosatsu, o protetor das crianças, a fim de interpretar, inicialmente, o lugar da infância na religião e na cultura japonesa. Para isso, o texto apresenta a origem e o conceito de Jizo Bosatsu, sua história e o nascimento da Terra Pura do Buda Amida como projeto salvífico de um dos ramos mais populares do budismo no Japão. Para entender o papel de Jizo Bosatsu, a pesquisa, portanto, utilizou o referencial filosófico de Paul Tillich a respeito da aproximação necessária entre religião e cultura enquanto chave hermenêutica para o tema. Conclui, ao final, que as crianças, enquanto seres sencientes, também possuem igual importância daqueles que já dominam a linguagem e a confissão religiosa, encontrando, assim, um lugar digno para a infância na sociedade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v19n2p121-136

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.