Os Dois Papas: uma reflexão a respeito do princípio protestante e a substância católica a partir da teologia da cultura

Pablo Fernando Dumer

Resumo


O artigo analisa a obra cinematográfica Dois Papas a partir da teologia da cultura de Paul Tillich e dos conceitos de princípio protestante e substância católica, do mesmo teólogo. O filme apresenta ao espectador uma reflexão, desde a diferença entre os dois personagens, de dois destinos e dois modelos teológicos distintos. Reflete mais que a condição do catolicismo contemporâneo, mas da teologia e cristianismo como um todo. Impulsionada por essa obra, é possível voltar a refletir a respeito de conceitos importantes de Tillich, da dinâmica entre o protestantismo e catolicismo que vai muito além do âmbito denominacional, mas que possui significado abrangente à teologia. Querendo ou não, o filme faz o público refletir teologia e o artigo quer explicitar isso.

Palavras-chave


Protestantismo; Catolicismo; Teologia da cultura; Paul Tillich

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1677-2644/correlatio.v19n2p67-85

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.