Correlatio

Revista da Sociedade Paul Tillich do Brasil e do Grupo de Pesquisa Paul Tillich da UMESP.

Os artigos publicados nesta revista possuem o DOI (Document Object Identifier).


Imagem para capa da revista

Chamada para o Dossiê do número 1 do volume 16 de 2017

Religião e artes visuais.

As artes visuais desempenham um papel importante na representação do sagrado: não só a pintura, a escultura e a arquitetura, mas também os objetos materiais vinculados ao culto, o teatro, o cinema, a vídeo, a publicidade, o teatro, a liturgia, as procissões e os diversos rituais. Desde os anos vinte do século passado, quando Tillich inicia os seus trabalhos em Teologia da Cultura, à procura do sentido religioso de todas as produções culturais, as artes visuais ocupam um lugar de destaque na sua reflexão, especialmente a pintura, mas também a escultura e a arquitetura. Para ele, as criações artísticas expressam algo além delas, elas remetem ao fundamento incondicionado do ser, elas revelam algo do fundamento divino de todas as coisas, mesmo quando elas não representam um tema estritamente religioso. O nosso dossiê poderá incluir artigos dedicados à relação entre as artes visuais e a religião, no sentido mais amplo dos termos.  Não é necessário contemplar o pensamento de Paul Tillich.

O prazo limite é o dia 30 de junho de 2017. 

Chamada para Dossiê para o número 2 do volume 16: Religião, cultura e políticas públicas.

 

O presente dossiê tem por finalidade discutir a relação entre religião, cultura e políticas públicas. São poucas as revistas especializadas que abrem espaço para esta importante discussão. A ideia é reunir trabalhos que buscam pensar as complexas relações entre o fenômeno religioso e a formulação de políticas públicas nas mais diversas dimensões (saúde, segurança, educação). É possível pensar essas interações entre religião e politica pública a partir das contribuições de Paul Tillich, por exemplo, a partir da Teologia da Cultura e da Teologia do Socialismo religioso? Como entender, para além das explicações empíricas, o envolvimento e a atividade das diversas organizações religiosas na formulação e implementação de políticas públicas produzidas no Brasil? Aceitam-se contribuições teóricas ou empírico-teóricas que busquem incrementar o pensamento a respeito do relacionamento entre politicas públicas e religião.

 

Organizadores: Marcos Vinícius de Freitas Reis e Emerson Sena da Silveira.

Prazo de entrega dos textos: 30 de julho de 2017.

Os artigos devem ser postados diretamente no site www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/COR, na seção: Dossiê políticas públicas.

O primeiro autor deverá estar cursando uma pós-graduação stricto sensu. 


v. 15, n. 2 (2016): Correlatio

Sumário

Etienne Alfred Higuet
PDF
1-7

Filosofia da religião e Teologia sistemática

Christian Danz
PDF
9-26
Carlos Alberto Motta Cunha
PDF
27-51
Gilmar Araujo Gomes
PDF
53-67

Artigos

Théo Junker
PDF
69-77
Wanderson Salvador Francisco de Andrade Campos
PDF
79-93
Alonso S. Gonçalves
PDF
95-104
André Yuri Gomes Abijaudi
PDF
105-121
Francisco Augusto Lima PAES
PDF
123-150
Altierez Sebastião dos Santos
PDF
151-169
Thiago Rafael Englert Kelm
PDF
171-188
Gustavo Soldati Reis
PDF
189-208
Marcelo Lopes
PDF
209-233

Comunicações

Júlio César Rodrigues
PDF
235-245

Resenhas

Alonso S. Gonçalves
PDF
247-251
 
pdf
Etienne Alfred Higuet
PDF