A origem dos textos

Milton Schwantes

Resumo


Este ensaio pretende discorrer sobre a origem do texto de Êxodo 1-15, deslocando-o  do contexto da teoria das fontes e inserindo a discussão a partir das vertentes sociais  e econômicas que proporcionaram a geração do texto. Discorre, assim, pelo conceito  da guerra santa nos ambientes tribais, pela realidade dos trabalhadores oprimidos  pela escravidão e trabalhos forçados e pela presença das mulheres em momentos  decisivos da história do povo, além das questões proféticas e de memória. Essas  chaves de leitura pretendem, assim, situar o estudo das origens dos textos de Êxodo 1-15, sem focar na busca pela autoria do mesmo.

Palavras-chave


Hermenêutica bíblica; êxodo 1 a 15; Autoria(s) de Êxodo; trabalhadores forçados em Êxodo; mulher em Êxodo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-3828/caminhando.v17n2p13-19

Direitos autorais

Qualis B1

2176-3828 [ISSN da edição eletrônica]

1518-7019 [ISSN da edição impressa]

10.15603 [DOI (Document Object Identifier)]

E-mail: periodico.caminhando@gmail.com

This periodical is indexed in the ATLA Religion Database® (ATLA RDB®), www: http://www.atla.comSumários.org; Portal de periódicos da CAPES; DOAJ Content Directory of Open Access Journals; Latinindex.

 

                   

 Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. href="https://redib.org/Record/oai_revista5650-caminhando">