Paulo Freire e a leitura crítica da Palavramundo no enfrentamento da vulnerabilidade social

Bruna Sola da Silva Ramos, Magda Aparecida Lombardi Ferreira, Lucas Rocha de Brito Rodrigues

Resumo


O presente texto aborda uma experiência extensionista fundamentada na leitura crítica como modo de enfrentamento da vulnerabilidade social que condiciona jovens moradores da periferia de uma cidade do interior de Minas Gerais. Com fundamento teórico-metodológico em Paulo Freire, discutimos a potencialidade da leitura como ato político que oportuniza o pensamento crítico e apresentamos os Círculos de Leitura Crítica como instrumento metodológico propício ao posicionamento consciente dos sujeitos diante de sua realidade. Evidenciando uma prática pedagógica orientada pela investigação temática freireana e convergente à leitura problematizadora da palavramundo, trazemos à cena as possibilidades da leitura crítica como caminho para uma compreensão mais profunda da realidade e, por conseguinte, instrumento da luta contra a desumanização.


Palavras-chave


Vulnerabilidade social; Educação problematizadora; Círculos de Leitura Crítica; Paulo Freire

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1043/el.v23n2p119-140

ISSN IMPRESSO: 1415-9902

ISSN ELETRÔNICO: 2176-1043

      IRESIE

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.