Paulo Freire e educação humanista: (re)aberturas humanas na construção do Ser mais no mundo

Allan Diêgo Rodrigues Figueiredo, André Gustavo Ferreira da Silva

Resumo


Este artigo se propõe a refletir o lugar do ser humano na educação a partir das tessituras pedagógicas do pensamento freireano acerca da educação humanista, tomando como pontos primaciais as categorias de Inacabamento humano e Ser mais. A investigação buscou problematizar quais as contribuições do humanismo freireano, procurando considerar o lugar do ser humano na educação. Para isso, a pesquisa mobilizou-se pelo caráter qualitativo, exploratório e percurso de levantamento bibliográfico. Por fim, compreendeu-se que a educação humanista tem como princípio conduzir os sujeitos sociais ao centro do processo reflexivo, da formação humana e de seu projeto teorético-prático que instiga homens e mulheres à tomada de consciência e à atuação no mundo. A educação humanista revela-se um percurso filosófico/libertador capaz de propor aos seres humanos novas leituras sobre mundo e a palavra.


Palavras-chave


Educação humanista, Inacabamento humano, Ser mais, pensamento freireano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1043/el.v23n2p93-118

ISSN IMPRESSO: 1415-9902

ISSN ELETRÔNICO: 2176-1043

      IRESIE

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.