A construção do conhecimento legítimo: percursos e desafios para a teologia pública no Brasil

João Décio Passos

Resumo


O artigo analisa a situação dos cursos superiores de teologia no Brasil, do ponto de vista político e institucional. Constata a necessidade de se adotar como parâmetro de institucionalização o estatuto epistemológico próprio da teologia, de modo a superar o critério unicamente político que tem regido o processo, desde o reconhecimento de seus cursos superiores por parte do Ministério da Educação. Embora o critério epistemológico deva prevalecer como fundante, como para as demais áreas de conhecimento, é necessária a consciência do aspecto político nele inerente. A teologia pública encontra-se em construção e possui um arsenal histórico que poderá servir a sua institucionalização como conhecimento legítimo.  

Palavras-chave


Teologia, Legitimidade, Conhecimento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v25n41p57-76


 

            

       

        AE GLOBAL INDEX  SUMÁRIOS.ORG

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.