O gradiente seita-igreja como paradigma da cultura

Elio Roberto Pinto Santiago Filho

Resumo


Este artigo objetiva analisar o fundamento e as implicações dogradiente seita-igreja construído por Beatriz Muniz de Souza para a compreensão da relação negativa do pentecostalismo de primeira onda com a cultura brasileira. Trata-se de expor a base teórica de sua tipologia com ênfase no esclarecimento da gênese do conceito de seita pelo pensamento social clássico, averiguando suas implicações ideológicas e suas limitações para o estudo do campo religioso brasileiro.  


Palavras-chave


Pentecostalismo; seita; campo religioso brasileiro.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v29n2p86-111

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


 

            

       

        AE GLOBAL INDEX  SUMÁRIOS.ORG

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.