Apresentação: Peregrinação e turismo religioso numa perspectiva sócio-antropológica

Donizete Rodrigues, Carlos Alberto Steil

Resumo


Os artigos aqui reunidos procuram romper com um olhar evolutivo que tende a ver o turismo como resultado de um processo mais abrangente e inexorável de secularização.

Os textos que reunimos neste dossiê, no entanto, mostram a total impossibilidade de separar peregrinos e turistas, a partir deste par de categorias. Assim, se estas categorias são boas para pensar, elas se mostram impróprias e inadequadas para se descrever e compreender as experiências vividas pelos sujeitos que empreendem longos deslocamentos por motivos devocionais ou de lazer.

 


Palavras-chave


apresentação dossiê; peregrinação; turismo religioso; etnografias

Texto completo:

PDF

Referências


COHEN, E. Traditions in the qualitative sociology of tourism. Annals of Tourism Research, v. 15, nº1, p. 29-46, 1988.

COHEN, E. Pilgrimage and tourism: convergence and divergence. In: MORINIS, A. Journeys to Sacred Places. Westport: Greenwood Press, 1992.

DURKHEIM, É. As Formas Elementares da Vida Religiosa. São Paulo, SP: Martins Fontes, 1996.

FELDMAN, J. Key Figure of Mobility: the pilgrim. Social Anthropology, v. 25, p. 69-82, 2017.

GRABURN, N. The sacred journey. In: SMITH, V. Hosts and Guests: the anthropology of tourism. Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 1977.

TILLICH, P. Teologia da Cultura. São Paulo: Fonte Editorial, 2009

TURNER, V. & TURNER, E. Image and Pilgrimage in Christian Culture: Lectures on the history of religions. New York: Columbia University Press, 1978.




DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1078/er.v33n2p119-124

 

            

       

        AE GLOBAL INDEX  SUMÁRIOS.ORG

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.