Prevenção da síndrome de burnout em professores: um relato de experiência

Mary Sandra Carlotto

Resumo


Este estudo descreve e discute uma experiência de intervenção psicossocial para a prevenção da síndrome de burnout em professores. Participaram dez professoras de uma escola pública de ensino fundamental. A intervenção foi estruturada em cinco encontros quinzenais, organizados em torno de cinco temáticas: 1) caracterização da síndrome de burnout, autodiagnóstico, identificação dos principais fatores de risco; 2) desenvolvimento de estratégias saudáveis de enfrentamento de situações de estresse ocupacional; 3) manejo de problemas e emoções; 4) expectativas realistas do trabalho; e 5) propostas para a prevenção de burnout. A intervenção possibilitou informar e debater o conceito de burnout e seus fatores de risco, principalmente no tocante aos estressores relacionais. Estratégias de enfrentamento com foco na resolução de problemas e manejo de emoções foram analisadas com base em estressores apresentados pelos professores. Expectativas realistas em relação ao trabalho e à profissão promoveram reflexões sobre as possibilidades e limites da função docente no atual contexto de trabalho. Por fim, questões para prevenção da síndrome de burnout foram discutidas, gerando possibilidade de intervenções em nível individual, grupal e organizacional.


Palavras-chave


Intervenção psicossocial, Síndrome de Burnout, Professores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1019/mud.v22n1p31-39

Indexadores

         

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional