Prímula e Narciso a caminho da preocupação materna primária

Tânia Maria José Aiello-Vaisberg, Tania Mara Marques Granato

Resumo


Tivemos o privilégio de acompanhar o drama de uma mulher em seu percurso rumo à maternidade adotando a perspectiva do estilo clínico ‘Ser e Fazer’, que entende que o ato terapêutico deve guardar relação íntima com o gesto criativo do paciente, já que é sua expressão mais genuína. O caso clínico aqui apresentado foi escolhido dentre muitos outros por seu potencial evocativo do sofrimento que pode estar contido na construção do lugar materno, tanto quanto para ilustrar a clínica winnicottiana da maternidade, da maneira como nós a temos conduzido.


Palavras-chave


preocupação materna primária; clínica winnicottiana; maternidade; psicanálise; estilo clínico ‘Ser e Fazer

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2176-1019/mud.v13n2p364-373

Indexadores

         

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional