Testando as diferenças de retornos em ações antes e depois da abertura de mercados emergentes.

Elmo Tambosi Filho, Joshua Onome Imoniana, Fábio Gallo Garcia

Resumo


Este estudo investiga as diferenças observadas nos retornos observados em ações antes e depois da abertura de mercados emergentes. Os retornos observados em ações dos países emergentes e não-emergentes foram examinados com o objetivo de identificar se houve uma co-integração entre mercados, durante o período de dezembro 1975 a abril 2000. Em nossos achados de pesquisa, não observamos nenhuma diferença significativa durante o período. Nós concluímos, ainda que o processo de liberalização econômica tenha sido importante para os países emergentes, no primeiro momento, as mudanças não foram sentidas no mercado observado em ações, em se levando em conta as aberturas das economias emergentes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v3n6p%2047%20-%2059

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.