Marketing Interno e a Formação de Sujeitos Reflexivos

André Luiz Maranhão de Souza Leão, Arcanjo Ferreira de Souza Neto, Francisco Ricardo Bezerra Fonsêca, Sérgio Carvalho Benício de Mello

Resumo


A perspectiva do marketing interno tem ganho espaço primordial. Isto ocorre por meio de um processo interdisciplinar com a gestão de pessoas, por se compreender que parte do êxito organizacional dependa das atitudes, do comprometimento e do desempenho de todos os envolvidos numa organização, sobretudo os que interagem com os clientes. Assumindo a premissa de que tal procedimento dependa do relacionamento entre o funcionário de contato e os clientes de uma organização, neste ensaio teórico revisamos noções fundamentais do conhecimento acerca das relações interpessoais para discutir o papel do marketing interno na formação de funcionários que se tornem sujeitos reflexivos. Tal premissa é por nos compreendida como característica fundamental para que estes desempenhem seu papel de forma consciente. Nossa chegada é uma proposta teórica de como isto possa ser desenvolvido.

Palavras-chave


marketing interno, relação funcionário-cliente, subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v6n11p67-85


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.