Atividades de Consumo como Recursos da Construção da Identidade Pré-Adolescente em Interações Verbais

Isis Rodrigues Chidid, André Luiz Maranhão de Souza Leão

Resumo


Na pós-modernidade velhas identidades tem se fragmentado, surgindo novas. É neste cenário que a noção de pré-adolescência toma corpo. Com isto em mente, desenvolvemos o presente estudo, com o objetivo de compreender a construção da identidade pré-adolescente em situações de consumo mediadas pela linguagem. Neste sentido, assumimos a noção de o que e como dizemos as coisas são comportamentos sociais (Austin, 1990) e partimos do conceito de “atividades marcárias”, desenvolvido por Leão e Mello (2009), para o de atividades de consumo. Adotando uma abordagem interpretativista, realizamos um estudo qualitativo. A estratégia metodológica adotada foi a etnografia da comunicação. A coleta de dados ocorreu pela observação não-participante das interações entre os pré-adolescentes. Por meio de tal procedimento realizamos 114 observações. Ao analisarmos tais construções identificamos nove atividades de consumo, as quais são descritas. Implicações para o entendimento desta cultura de consumo, bem como indicações para futuras pesquisas são considerações abordadas.

Palavras-chave


consumo pré-adolescente, identidades pós-modernas, interações verbais, etnografia, pesquisa qualitativa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v7n13p59-83

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.