Conhecimento e Sensemaking: Reflexões para a Área de Educação

Ludmilla Meyer Montenegro

Resumo


Entendendo o contexto educacional como complexo e permeado por questões sutis que precisam ser melhor investigadas, esse trabalho tem como objetivo delinear alguns argumentos, com base nas noções de conhecimento e criação de conhecimento, bem como nas concepções de sensemaking de Karl Weick, para a compreensão de fenômenos organizacionais na área de Educação. Para cumprir esse objetivo, buscou-se tecer ligações por meio de reflexões e tentativas de contextualizações. Ao final do trabalho, são apontadas propostas de pesquisas na área de Educação que utilizem como base as perspectivas trabalhadas neste ensaio teórico, entendendo que ambas possuem aspectos semelhantes que podem ser trabalhados em conjunto com o intuito de aumentar o poder de explicação de fenômenos organizacionais provenientes de contextos educacionais. Acredita-se que existem questões tácitas importantes nesse contexto que precisam ser exploradas e aprofundadas e, ao trabalhar as noções de conhecimento e sensemaking, dá-se um avanço nessa direção. Esse ponto configura-se como a contribuição deste trabalho para a área de estratégia e organizações.


Palavras-chave


conhecimento; sensemaking; educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v7n14p143-163

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.