Avaliação de Programas de Gestão por Competências: um Estudo em Organizações da Região Metropolitana de Fortaleza - CE

Marcos Antonio Martins Lima, Bianca Patrícia Lopes Rocha

Resumo


A avaliação de programas e a gestão por competências têm sido adotados por grandes empresas no Brasil e são estudados aqui segundo diversas abordagens, passando pelos campos epistemológico, teórico, morfológico e técnico da metodologia quadripolar. No pólo epistemológico são apresentados os aspectos gerais da epistemologia de Bachelard, a epistemologia da gestão por competências e da avaliação de programas. O pólo teórico congrega uma revisão conceitual de algumas abordagens teóricas da gestão por competências: teoria da psicometria, teoria baseada nos recursos (VBR), teoria do capital humano, abordagem americana, abordagem francesa, pós-qualificação taylorismo-fordismo e dialética da competência. No pólo morfológico descrevem-se alguns modelos de gestão por competências e de avaliação de programas educacionais. No pólo técnico buscou-se a confirmação dos pressupostos com base nos pólos anteriores. Através de um survey com aplicação de questionários aos gestores de pessoas e áreas envolvidas no desenvolvimento e/ou implantação dos programas de gestão por competências na região metropolitana de Fortaleza-CE, pode-se concluir que as abordagens mais presentes nos programas pesquisados são a abordagem americana, a teoria baseada em recursos e o modelo de Ienaga.

Palavras-chave


Gestão por Competências; Avaliação de Programas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v8n16p167-194

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.