A Percepção sobre Carreira dos Funcionários de uma Empresa Automotiva do Rio Grande do Sul

Anne Griza, Patrícia Augusta Pospichil Chaves Locatelli, Julia Vaz Lorenzetti, Angela Beatriz Busato Garay

Resumo


Os estudos sobre carreira têm se mostrado relevantes na área de gestão de pessoas, entretanto, a maioria das pesquisas relativas ao tema é voltada a gerentes e diretores de grandes corporações.  Este artigo, por sua vez, tem como objetivo conhecer a percepção sobre carreira de funcionários das áreas administrativa e de produção de uma empresa automotiva situada na região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Esta pesquisa, com abordagem qualitativa, caracteriza-se como um estudo de caso de natureza exploratório-descritiva. O quadro teórico utilizado contempla o contexto histórico das teorias de carreira, suas concepções e significados e sua gestão. Para obtenção dos dados, utilizaram-se entrevistas semiestruturadas, realizadas com doze funcionários. A escolha dos respondentes considerou que eles não ocupassem cargos de gerência ou direção na organização, bem como seu nível de escolaridade. Os dados obtidos foram analisados quanto ao conteúdo e revelaram que a maioria dos entrevistados entende carreira como sinônimo de evolução ou ascensão profissional. Esses funcionários, de níveis hierárquicos inferiores, relacionam sua permanência na organização ao oferecimento de possibilidades de satisfação pessoal, crescimento e motivação profissional.

Palavras-chave


Carreira; Planejamento de Carreira; Gestão de Pessoas.

Texto completo:

PDF () PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v8n16p247-274

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.