Motivação em Programas de Voluntariado Empresarial: Um Estudo de Caso

André Ofenhejm Mascarenhas, Felipe Zambaldi, Carmen Augusta Varela

Resumo


Em um contexto em que o voluntariado corporativo  ganha importância como uma maneira de viabilizar a atuação social das empresas, este estudo trata de discutir as motivações que influenciam funcionários à atuação social voluntária. Após a apresentação de um quadro teórico em que motivos altruístas e egoístas coexistem e influenciam as pessoas ao engajamento neste tipo de atividade, este artigo apresenta os dados de um estudo de caso feito na filial de um banco americano no Brasil. São identificados dois grupos de fatores motivacionais que direcionam o comportamento dos funcionários: motivos altruístas e ideológicos parecem influenciá-los em primeiro lugar, ao mesmo tempo em que fatores egoístas são também apontados e discutidos. A partir destes resultados, algumas considerações em relação ao comportamento dos voluntários são feitas, permitindo a elaboração de um quadro mais realista dos desafios enfrentados por administradores.


Palavras-chave


voluntariado empresarial; motivações; altruísmo; egoísmo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v9n17p229-246

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.