Otimização do Protocolo Familiar para a Permanência das Empresas Familiares Peruanas sobre a Base do Entorno Familiar

Támara Bringas Pérez, Martín Hernani Merino

Resumo


O presente artigo busca encontrar as bases para atingir a otimização do protocolo familiar nas empresas familiares peruanas, como mecanismo de maior alcance nos negócios e contribuição à sua profissionalização e desenvolvimento (LEACH, 1996; AMAT, 2000; BOWMAN-UPTON, 2007 PIZARRO, LANFRANCO y CORDOVA, 2007). Especificamente, procura evitar a informalidade e o alto índice de desaparecimento das empresas familiares, tranado distintas variáveis importantes no âmbito de quatro conceitos: os círculos de propriedade, os órgãos de governo familiar, a importância do protocolo familiar e o planejamento de sucessão familiar. Dessa maneira, realizou-se uma pesquisa exploratória–qualitativa em base a entrevistas em profundidade a três especialistas e um empresário familiar, do resultado, obteve-se 19 variáveis relacionadas ao contexto peruano para a otimização do protocolo familiar, assim, concluiu-se que o ordenamento empresarial-familiar, envolve levar a cabo a criação do protocolo familiar e, portanto, o planejamento de sucessão, sendo este o principal ponto crítico dos negócios familiares a nível mundial (DODERO, 2005).

Palavras-chave


Empresa Familiar; Protocolo Familiar; Plano de Sucessão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v9n18p197-218

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.