Poder e maquiavelismo nas organizações: estudo de caso de uma instituição pública federal de ensino

Simone Fernandes de Melo, Fernando Coutinho Garcia

Resumo


O objetivo deste estudo é de verificar o nível de maquiavelismo dos servidores técnico administrativos de dois Campi de uma IES pública, por meio de uma abordagem quantitativa. Trata-se de um estudo de caso de natureza descritiva, a pesquisa foi realizada por meio de um questionário validado, denominado Escala de Personalidade Maquiavélica – MPS. Os resultados mostraram que tais servidores, possuem índice elevado para os constructos descrença nos outros, desejo de status e desejo de controle (2,5974); e baixo para o constructo manipulação amoral. A importância acadêmica desta pesquisa é a de contribuir para os estudos do maquiavelismo nas organizações, com utilização da escala MPS, ainda pouco utilizada em pesquisas dentro do Brasil. Socialmente a pesquisa é justificada pelas alterações ocorridas no mundo do trabalho e a nova moral dos indivíduos afetados pela competição nas organizações, que tentam adequar seus perfis ao do vencedor. Já a importância institucional é devida ao fato da unidade de análise se tratar de uma instituição pública federal, que tem a moralidade como principio básico.


Palavras-chave


Relações de Poder

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v9n18p103-142


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.