As Práticas Empresariais Responsáveis no Walmart Brasil e o Consumo Sustentável no varejo de supermercados

Minelle Enéas Silva

Resumo


Sob o contexto de discussões sobre desenvolvimento sustentável, já que na realização de atividades para o surgimento de um padrão de consumo sustentável as empresas necessitam de um novo comportamento, o objetivo da pesquisa é apresentar categorias teóricas e analisar a contribuição de práticas empresariais responsáveis adotadas pelo Walmart Brasil na cidade do Recife/PE para o consumo sustentável, considerando o modelo de Michaelis (2003). Com abordagem qualitativa sob a forma de um estudo de caso, foram analisados as categorias: Eco-eficiência; Práticas próprias de consumo; Incentivos do governo; Elos da cadeia de suprimentos; Edição de escolha; Marketing responsável; Cidadania corporativa; e Diálogo com stakeholders, definidas por Silva (2011). Desse total, quatro possuem variáveis que contribuem de forma positiva para o consumo sustentável. Assim, identificou-se que a partir de um conjunto de interações entre diferentes stakeholders na rede de influências da empresa, surge uma visão favorável para um novo perfil de negócio mesmo que essa necessite de mudanças mais profundas em sua atuação de mercado.


Palavras-chave


Práticas Responsáveis; Consumo Sustentável; Varejo; Stakeholders.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v9n17p155-181

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.