Estudo sobre as práticas orçamentárias de capital adotadas por empresas de materiais básicos listadas na BM&FBovespa

Paula de Souza, Ernesto Fernando Rodrigues Vicente, Rogério João Lunkes

Resumo


O orçamento de capital se destaca por ser o processo de tomar decisões de planejamento de longo prazo para os investimentos. Nesse contexto, o objetivo deste estudo é fornecer evidências sobre práticas de orçamento de capital em empresas do setor de materiais básicos. O mapeamento do referencial revelou escassez de pesquisas sobre o tema no Brasil, o que denota a importância de se realizar estudos acerca das práticas orçamentárias de capital em empresas brasileiras. Para atingir o objetivo, aplica-se questionários para coleta dos dados em doze companhias do setor de materiais básicos, listadas na Bolsa de Valores – BM&FBovespa. A estatística descritiva foi aplicada sobre os resultados, buscando aprimorar a base das discussões. Os resultados mostram que as empresas empregam, especialmente, a Taxa Interna de Retorno na análise do orçamento de capital, com análise de cenários e de sensibilidade para examinar o risco do investimento. Há semelhança na frequência do uso das técnicas para definição das taxas de desconto. Adicionalmente, as empresas apontaram a análise financeira e a escolha do projeto, além da implementação, como as etapas mais críticas do processo de investimentos.

Palavras-chave


Orçamento de capital; Práticas; Materiais básicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v10n20p29-57


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.