Mudanças nos Imperativos da Configuração Organizacional com a Crise Subprime e suas Relações com a Controladoria

Ilse Maria Beuren, Araceli Farias de Oliveira

Resumo


Este estudo objetiva identificar as mudanças nos imperativos da configuração organizacional (ambiente, estrutura, estratégia e liderança) em decorrência da crise subprime e suas relações com a controladoria das empresas. Pesquisa descritiva foi realizada a partir de um levantamento, com aplicação de um questionário com 49 questões em escala likert de cinco pontos, embasadas nos estudos de Miller e Friesen (1984) e Dess, Lumpkin e Covin (1997). O instrumento de pesquisa foi enviado para as 147 empresas listadas na BM&FBovespa que possuíam derivativos em 2008, e se obteve retorno de 31 questionários respondidos, constituindo-se em uma amostra por acessibilidade de 21%. A análise dos dados foi realizada por meio de medidas de estatísticas descritivas e correlações canônicas. Os resultados da pesquisa mostram que a maioria das mudanças apontadas no instrumento de pesquisa ocorreram nos imperativos da configuração organizacional em decorrência da crise subprime. Os testes de hipóteses revelaram relações moderadas a fortes entre os imperativos e desses com a controladoria das empresas, indicando interfaces. Conclui-se que inúmeras mudanças ocorreram nos imperativos da configuração (ambiente, estrutura, estratégia e liderança) após a crise subprime e que estas se relacionaram com a controladoria das empresas.


Palavras-chave


Teoria da Configuração. Mudanças nos imperativos. Controladoria. Crise Subprime.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v11n22p1-45

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.