Mapa Causal e o Ensino de Arquétipos Sistêmicos

Jose Osvaldo De Sordi, Reed Elliot Nelson, Eliane Bianchi

Resumo


Publicações recentes indicam ampla difusão e aplicação da teoria geral de sistemas nas pesquisas científicas, inclusive no campo da administração. Pesquisa similar junto aos canais de comunicação da produção científica brasileira evidenciou situação oposta na área de administração. Isto motivou a elaboração desta pesquisa, com o objetivo de desenvolver um método de ensino pragmático para os conceitos e fundamentos da abordagem sistêmica e, em especial, para os arquétipos sistêmicos. Para ir além da apresentação conceitual e desenvolver reflexão a partir de atividades práticas, empregou-se o artefato mapa causal para análise de cenários organizacionais. O algoritmo do mapa causal facilita a evidenciação da dinâmica de interdependências entre causas, permitindo ao discente melhor compreensão dos arquétipos sistêmicos de: amplificação de desvios, limitação de desvios e loops explosivos. Pela praticidade e aplicação do mapa causal a diversas atividades gerenciais, a abordagem proposta mostra-se atrativa, adequada e atual, considerando-se o interesse predominantemente funcionalista do corpo discente. Cenários empresariais contraintuitivos são explorados, evidenciando que para situações complexas o bom-senso quase sempre não é o suficiente, valorizando o discernimento e o domínio de arquétipos sistêmicos pelos futuros administradores. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v10n19p331-356


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.