Processo de Formulação de Estratégias: Capacidade Mercadológica, Incerteza Ambiental e Desempenho

Elvis Silveira-Martins, Paula Medina Tavares

Resumo


A busca pelo entendimento sobre as variáveis que influenciam o processo de formulação de estratégicas com vistas ao desempenho tem sido o objetivo dos pesquisadores da área. Neste sentido, esta pesquisa procura contribuir com estes esforços relacionando as capacidades mercadológicas com o desempenho, considerando a mediação da incerteza ambiental em uma empresa do segmento agrícola. A metodologia utilizada foi alicerçada na pesquisa quantitativa, valendo-se do método survey e de uma amostra de 97 colaboradores de cargos estratégicos de uma empresa do segmento agrícola. Os resultados apontam para uma relação positiva entre as capacidades mercadológicas e o desempenho da empresa. Ademais, identificou-se a mediação da incerteza ambiental sobre este processo. Assim a presente pesquisa, procurou reduzir as fronteiras de conhecimento entre a teoria que cerca o processo de formulação de estratégias e a sua aplicabilidade, fornecendo informações, com as devidas limitações, sobre alguns construtos preditores do desempenho organizacional.


Palavras-chave


Formulação de estratégias; Capacidade mercadológica; Incerteza ambiental; Desempenho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v10n20p297-322


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.