A Compreensão dos Relacionamentos enquanto Recurso em uma Empresa de Laticínio com base nas Perspectivas da Estratégia como Prática Social e da VBR

Cleidivaldo Santana Bento, Ludmilla Meyer Montenegro, Gracyanne Freire de Araújo, Maria Andréa Rocha Escobar

Resumo


A estratégia como prática social possibilita entender recursos organizacionais e seus resultados como consequência das atividades realizadas no cotidiano. Este estudo teve como objetivo compreender como ocorre o relacionamento, enquanto recurso, nas atividades cotidianas (práxis) dos praticantes envolvidos com os resultados estratégicos em uma empresa de laticínio do município de Nossa Senhora Aparecida, SE. Utilizou-se o modelo de estratégia como prática de Jarzabkowski, Balogun e Seidl (2007) eas premissas da VBR sob a ótica do modelo VRIO de Barney (1991).A natureza da pesquisa é qualitativa do tipo exploratório-descritiva. A estratégia de pesquisa foi o estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com o proprietário da empresa e analisados por meio de uma análise de conteúdo. Observou-se que como consequência dos relacionamentosconstruídos no decorrer da realização das atividades estratégicas dos praticantes, a organização obteve lucro que permitiu sua sobrevivência, crescimento e vantagem competitiva.     


Palavras-chave


Estratégia como Prática Social; Praticantes; Relacionamento; Visão Baseada em Recursos; Resultados Estratégicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v11n22p261-284


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.