Relação entre Disclosure Socioambiental, Práticas de Governança Corporativa e Desempenho Empresarial

Luciana Magalhães de Santana, Alan Diógenes Góis, Márcia Martins Mendes De Luca, Alessandra Carvalho de Vasconcelos

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar a relação entre o disclosure socioambiental, as práticas de governança corporativa e o desempenho das companhias listadas na BM&FBovespa, à luz da Teoria da Sinalização. Para tanto, foram analisados os relatórios anuais e/ou de sustentabilidade, modelo GRI, e formulários de referência, de 2012, as demonstrações financeiras dos exercícios de 2012 e 2013, além dos estatutos sociais, de 114 empresas não financeiras listadas na BM&FBovespa. Para a análise dos dados, aplicaram-se a Análise de Correspondência e a Regressão Linear Múltipla. Os resultados evidenciaram que a alta adoção de práticas de governança corporativa está associada a um baixo disclosure socioambiental, revelando uma contradição com o princípio da transparência, pilar da governança. A análise dos dados revelou ainda que o disclosure socioambiental impacta positivamente e temporalmente no desempenho empresarial, considerando-se a variável valor de mercado, e que as práticas de governança corporativa não influenciam o desempenho das empresas da amostra. Dessa forma, conclui-se que somente o disclosure socioambiental sinaliza o desempenho empresarial, na medida em que quanto maior o disclosure maior o desempenho.

Palavras-chave


Disclosure socioambiental; Governança corporativa; Desempenho empresarial; Teoria da Sinalização

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v11n21p49-72


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.