A utilização do mindfulness nas organizações – uma análise através da perspectiva dos gestores

Moema Pereira Nunes, Diego Hofer Muller

Resumo


O aumento da competitividade nos ambientes corporativos tem levado ao aumento do nível de estresse nas organizações. Gestores lidam diariamente com a necessidade de gerenciar o estresse de suas equipes de trabalho de forma a evitar quedas de produtividade. O Mindfulness tem sido apontado como uma ferramenta capaz de melhorar a capacidade de concentração dos seus praticantes. Trata-se de um estado mental que pode ser treinado através de técnicas ou exercícios meditativos e psicoeducativos. A utilização do Mindfulness em ambientes corporativos é um tema pouco explorado. Este artigo buscou ajudar no preenchimento desta lacuna ao analisar como a prática do Mindfulness pode melhorar o ambiente de trabalho e a motivação, satisfação e produtividade dos colaboradores através da perspectiva dos gestores. Através de uma investigação bibliográfica foram desenvolvidos instrumentos de coleta de dados qualitativos que foram empregados na condução de entrevistas com gestores de empresas e especialistas em Mindfulness. A pesquisa revelou que a prática do Mindfulness nas organizações é viável e pode ser explorada como uma ferramenta de grande auxílio no desenvolvimento da empresa e sua equipe.


Palavras-chave


Mindfulness; Ambiente de trabalho; Estresse; Administração.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v11n22p457-485

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.