Espiritualidade nas Organizações e Criação de Conhecimento

Edivandro Luiz Tecchio, Cristiano José Castro de Almeida Cunha, Josiane Luisa Brand

Resumo


O objetivo desta pesquisa é estudar a relação entre a espiritualidade na organização e a criação de conhecimento. Baseado no paradigma funcionalista, estruturou-se hipóteses formais e, para a coleta de dados, conduziu-se uma survey, com corte transversal. A análise dos dados ocorreu por meio da inferência estatística (correlação e regressão linear simples). Os resultados demonstram como as dimensões da Espiritualidade nas organizações, senso de comunidade, trabalho com significado e vida interior, influenciam a criação de conhecimento. O senso de comunidade e o trabalho com significado apresentam correlação significativa ao nível de 1% com a criação de conhecimento. Elas também são significativas, ao nível de 5%, para explicar a variância da criação de conhecimento. Vida interior, por sua vez, não apresentou correlação significativa, nem significância para explicar a variância da criação de conhecimento. Portanto, em que pese vida interior não ter apresentado associação significativa com a variável criação de conhecimento, infere-se que, a Espiritualidade nas organizações influencia a criação de conhecimento, contribuindo na determinação de sua eficácia.


Palavras-chave


Espiritualidade; Espiritualidade nas organizações; Conhecimento; Criação de Conhecimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v14n27p397-425

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.