Implementação de Políticas Públicas de Assistência Estudantil: Estratégias Organizacionais na Perspectiva da Efetividade

Wandilson Alisson Silva Lima, Eduardo Davel

Resumo


O objetivo deste artigo é propor estratégias organizacionais de implementação de políticas públicas de assistência estudantil baseadas na efetividade. A perspectiva da efetividade de Sandfort e Moulton (2015) proporciona a implementação de políticas orientadas pela mudança almejada e enfrentamento prático dos desafios encontrados. A metodologia desta pesquisa é de abordagem qualitativa, baseada em estudo de casos de Instituições Federais de Ensino Superior. A coleta de dados foi obtida por meio de documentos, entrevistas semiestruturadas e observações diretas. As análises das informações foram realizadas a partir dos principais processos de implementação: estabelecer opções viáveis, identificar a lógica da mudança, coordenação das atividades, fluxos do processo e avaliação das políticas na implementação da assistência estudantil. Os resultados da pesquisa discutem e fornecem um conjunto de estratégias para cada um desses processos, mantendo-se a aderência ao contexto da assistência estudantil. Essas estratégias organizacionais, suas implicações e aplicações em outros contextos são apresentadas e discutidas.


Palavras-chave


Assistência estudantil; Estratégias organizacionais; Implementação de políticas públicas; Perspectiva da efetividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v14n27p53-91

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.