Por que as empresas saem de redes? Contribuições para formação, gestão e fortalecimento de redes interorganizacionais

Leander Luiz Klein, Breno Augusto Diniz Pereira

Resumo


O objetivo deste trabalho é identificar quais fatores estão relacionados à saída de empresas de redes interorganizacionais. Para consecução do objetivo proposto foram selecionadas sete redes interorganizacionais que tiveram empresas se desligando delas, e por meio de entrevistas com os presidentes destas redes foram coletados os dados para o presente estudo.  Como procedimentos de análise dos dados seguiu-se a técnica da análise de conteúdo. Os resultados mostram que um conjunto de fatores está ligado a saída de empresas de redes, dentre eles, a falta de critérios para seleção, a falta de comprometimento e confiança, atitudes oportunistas, custo da rede, o individualismo, o imediatismo por resultados e a falta de alcance dos objetivos. Como conclusão tem-se que, mesmo que sejam claros os benefícios que as empresas podem ter atuando em conjunto, alguns fatores podem tornar negativa a relação custo vs benefícios para os parceiros, que acabam por decidir sair da rede.

Palavras-chave


Redes Interorganizacionais; Problemas de Redes; Saída de empresas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v14n28p321-350


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.