Governança Corporativa: Um estudo bibliométrico da produção científica entre 2010 a 2016

Rafael Maximiano Ferreira, Samuel Lyncon Leandro de Lima, Adhmir Renan Voltolini Gomes, Gilmar Ribeiro de Mello

Resumo


A governança corporativa é composta de um conjunto de mecanismos que buscam maximizar a geração de valor, no longo prazo, para as empresas. No Brasil o tema ganha relevância e destaque acadêmico a partir do ano de 2006 em virtude da aprovação da Lei Sarbanes Oxley, em 2002 nos Estados Unidos da América (EUA). O propósito deste trabalho consistiu em avaliar a produção cientifica no Brasil sobre a temática governança corporativa para o período compreendido entre 2010 a 2016. Diante disso, realizou-se uma pesquisa bibliográfica e bibliométrica, tendo como base dados a base da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Scientific Periodicals Electronic Library (Spell), com a aplicação das três Leis da bibliometria, sendo elas: Lei de Bradford, Lei de Lotka e Lei de Zipf, no intuito de analisar a disseminação das pesquisas sobre a temática. Os resultados apresentaram uma boa produção cientifica por periódicos, entretanto o presente estudo não conseguiu constatar a validação da Lei de Lotka, uma vez a produção se encontra bastante pulverizada. Além disso, a Lei de Zipf foi aplicada sobre os títulos e palavras-chave dos artigos que analisados, constatando-se que os termos governança corporativa, estrutura, análise e desempenho são alguns dos termos mais utilizados na produção cientifica estudada.


Palavras-chave


Governança Corporativa; Bibliometria; Procedimento Metodológico; Teoria da Agência; Teoria da Divulgação.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, C. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em questão, v. 12, n. 1, 2006.

CATAPAN, A.; CHEROBIM, A. P. M. S. Estado da arte da governança corporativa: estudo bibliométrico nos anos de 2000 a 2010. RACE-Revista de Administração, Contabilidade e Economia, v. 9, n. 1-2, p. 207-230, 2010.

FERREIRA, A. G. C. Bibliometria na avaliação de periódicos científicos. DataGramaZero-Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, p. 1-9, 2010.

FERREIRA, R. N. Governança corporativa e desempenho: uma análise em empresas brasileiras de capital aberto. 2012. Tese de doutorado, Universidade Federal de Lavras, Lavras.

FERREIRA, R. N. et al. (2013). Governança corporativa, eficiência, produtividade e desempenho. RAM. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 4, 2013.

FORTE, L. M. et al. Determinants of voluntary disclosure: a study in the brazilian banking sector. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 5, n. 2, p. 23-37, 2015.

GUEDES, V. L. S., BORSCHIVER, S. Bibliometria: Uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. Anais do Encontro Nacional de Ciência da Informação, Salvador, 2005.

LOUSADA, M. et al. (2012). Produção científica sobre gestão do conhecimento e gestão da informação no âmbito da ciência da informação: uma aplicação da Lei de Bradford. Anales de Documentación, v. 15, n. 2, p. 01-17.

HENDRIKSEN, E. S.; VAN BREDA, M. F. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 1999.

STARKE JUNIOR, P. C.; FREITAG, V. C.; CROZATTI, J. A função social da pesquisa em contabilidade. Anais do II Seminário de Ciências Contábeis de Blumenau, Blumenau, 2006.

LOPES, A. B.; MARTINS, E. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2005.

RIBEIRO, H. C. M. et. al. Produção científica sobre os temas Governança Corporativa e Stakeholders em periódicos internacionais. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 17, n. 1, p. 95-114, 2014.

RIBEIRO, H. C. M. et al. (2012). Governança corporativa: um estudo bibliométrico da produção cientifica das dissertações e teses. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 15, n. 3, p. 52-70.

RIBEIRO, H. C. M.; SANTOS, M. C. Perfil e Evolução da Produção Científica do Tema Governança Corporativa nos periódicos Qualis/Capes Nacionais: Uma Análise Bibliométrica e de Redes Sociais. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 18, n. 3, p. 4-27, 2015.

ROSSONI, L. Governança corporativa, legitimidade e desempenho das organizações listadas na Bovespa. 2009. Tese de doutorado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

RUFINO, M. A.; MONTE, P. A. Fatores que Explicam a Divulgação Voluntária das 100 Empresas com Ações Mais Negociadas na BM&FBovespa. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 9, n. 3, p. 59-75, 2014.

SALOTTI, B. M.; YAMAMOTO, M. M. Divulgação voluntária da demonstração dos fluxos de caixa no mercado de capitais Brasileiro. Revista Contabilidade e Finanças, v. 19, n. 48, p. 37-49, 2008.

SILVA, A. C. R. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, relatórios, monografias, dissertações, teses. São Paulo: Atlas, 2010.

SILVEIRA, A. M. Governança corporativa e estrutura de propriedade: determinantes e relação com o desempenho das empresas no Brasil. (2004). Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SILVEIRA, A. M. Governança corporativa no Brasil e no mundo: teoria e prática. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

SOUZA, F. P.; BAIDYA, T. K. N. Governança corporativa na Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) como mecanismo de aperfeiçoar a gestão na Agência. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 11, n. 1, p. 66-83, 2016.

VERRECCHIA, R. E. Discretionary Disclosure. Journal of Accounting and Economics, v. 5, p. 179-194, 1983.




DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v15n29p323-342

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.