Percepções de Engajamento no Trabalho sob a Ótica do Modelo JD-R: Estudo em um Centro Federal de Educação Tecnológica no Rio de Janeiro

Sheila da Silva Carvalho Santos, Isabel de Sá Affonso da Costa, Jorge Augusto de Sá Brito e Freitas, Denise Medeiros Ribeiro Salles

Resumo


Este artigo apresenta resultados de pesquisa que descreveu como doze servidores técnico-administrativos de um Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) no Rio de Janeiro percebem seu nível de engajamento no trabalho, com base nos elementos do modelo Job Demands-Resources (JD-R): recursos de trabalho e pessoais; demandas de trabalho; engajamento no trabalho (vigor, dedicação, absorção) e desempenho. Adotou-se abordagem qualitativa, a partir da adaptação do questionário JD-R. A coleta de evidências deu-se pela triangulação entre análise documental, entrevistas semiestruturadas e complemento de frases. Os resultados evidenciaram que o engajamento dos servidores é limitado à dimensão dedicação. Os servidores percebem-se detentores de recursos pessoais e com desempenho bom ou razoável, porém os aspectos relacionados aos recursos de trabalho foram inconclusivos. Considerando que os recursos de trabalho são os antecedentes mais importantes para o engajamento e para o desempenho, é possível que, no contexto da Administração Pública, existam outros elementos que influenciem essa relação.


Palavras-chave


engajamento no trabalho; modelo demandas e recursos de trabalho (JD-R); comportamento organizacional; administração pública; pesquisa qualitativa

Texto completo:

PDF

Referências


BAKKER, A. B. An evidence-based model of work engagement. Current Directions in Psychological Science, v.20, n.4, p.265-69, 2011,

BAKKER, A. B. The Job Demands-Resources questionnaire. Rotterdam: Erasmus University, 2014.

BAKKER, A. B.; ALBRECHT, S.; LEITER, M. Work engagement: further reflections on the state of play. European Journal of Work and Organizational Psychology, v.20, n.1, p.4-28, 2011,

BAKKER, A. B.; DEMEROUTI, E. Towards a model of work engagement. Career Development International, v.13, n.3, p.209-23, 2008,

BAKKER, A. B.; DEMEROUTI, E. Job demands–resources theory. In: Work and wellbeing: A complete reference guide, Vol. 3. Published online: John Wiley, p.1-28, 2014.

BAKKER, A. B.; DEMEROUTI, E. Job demands–resources theory: taking stock and looking forward. Journal of Occupational Health Psychology, v.22, n.3, 273-85, 2017,

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1995.

BENDASSOLLI, P.; MALVEZZI, S. Desempenho no trabalho: definições, modelos teóricos e desafios. In: BORGES, L.O.; MOURÃO, L (Org.). O trabalho e as organizações: atuações a partir da Psicologia. Porto Alegre: Artmed, 2013.

BERGUE, S. T. Gestão estratégica de pessoas no setor público. São Paulo: Atlas, 2014.

COSTA, I.S.A.; SALLES, D.M.R.; FONTES FILHO, J.R. Influência das configurações organizacionais sobre valores no trabalho e preferências por recompensa. Revista de Administracao Pública - RAP, v.44, n.6, p.1429-52, 2010,

DEJOURS, C. A banalização da injustiça social. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999.

DEMEROUTI, E.; BAKKER, A. B. The job demands-resources model: challenges for future research. Journal of Industrial Psychology, v.37, n.2, p. 1-9, 2011,

DEMEROUTI, E.; BAKKER, A. B.; NACHREINER, F.; SCHAUFELI, W. B. The job demands-resources model of burnout. Journal of Applied Psychology, v.86, n.3, 2001,

FREENEY, Y.; FELLENZ, M. R. Work engagement, job design and the role of the social context at work: Exploring antecedents from a relational perspective. Human Relations, v.66, n.11, p.1427-45, 2013,

KAHN, W.A. Psychological conditions of personal engagement and disengagement at work. Academy of Management Journal, v.33, n.4, p. 692-724, 1990,

LUTHANS, F.; YOUSSEF, C.M. Emerging positive organizational behavior. Journal of Management, v.33, n.3, p.321-49, 2007

PANTOJA, M.; CAMÕES, M.; BERGUE, S. (Org.). Gestão de pessoas: bases teóricas e experiências no setor público. Brasília: ENAP, 2010.

RIBEIRO, C.V.S.; MANCEBO, D. O servidor público no mundo do trabalho do século XXI. Psicologia: Ciência e Profissão, v.33, n.1, p.192-207, 2013, http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932013000100015

SCHAUFELI, W. B.; BAKKER, A. B. Job demands, job resources, and their relationship with burnout and engagement: A multi-sample study. Journal of Organizational Behavior, 25, p.293-437, 2004,

SCHAUFELI, W. B.; DIJKSTRA, P.; VAZQUEZ, A.C. Engajamento no trabalho. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013.

SCHAUFELI, W. B.; SALANOVA, M.; GONZÁLEZ-ROMÁ, V.; BAKKER, A.B. The measurement of engagement and burnout: A two sample confirmatory factor analytic approach. Journal of Happiness Studies, v.3, n.1, p.71-92, 2002,

SIQUEIRA, M.M.M.; MARTINS, M.C.F.; ORENGO, V.; SOUZA, W.S. Engajamento no trabalho. In: SIQUEIRA, M.M.M. Novas medidas do comportamento organizacional: Ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2014.

VAN WINGERDEN, J., DERKS, D., & BAKKER, A.B. The impact of personal resources and job crafting interventions on work engagement and performance. Human Resource Management, v.56, n.1, p.51-67, 2017,

XANTHOPOULOU, D.; BAKKER, A.B.; DEMEROUTI, E.; SCHAUFELI, W.B. The role of personal resources in the job demands-resources model. International Journal of Stress Management, v.14, n.2, p.121-41, 2007,

YIN, R.K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

YOUSSEF-MORGAN, C. M.; BOCKORNY, K. M. Engagement in the context of positive psychology. In: TRUSS, C.; DELBRIDGE, R.; ALFES, K.; SCHANTZ, A.; SOANNE, S. (Eds.). Employee engagement in theory and practice. Abingdon, UK: Routledge, 2014.




DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v15n30p121-158

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.