Gestão de Incubadora de Base Tecnológica: Estudo de Caso no Setor de Agronegócio

Eduardo Augusto de Souza Oliveira, David Ferreira Lopes Santos, Stela Basso Montoro

Resumo


Em função da relevância assumida pelas incubadoras de empresas no desenvolvimento social e econômico regional, apoiando as empresas nascentes e a transferência de tecnologia da universidade para a sociedade, este trabalho visa analisar o modelo de gestão proposto para a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica InovaJab utilizando-se do estudo de caso único e da abordagem qualitativa por meio da análise de conteúdo como procedimentos metodológicos. Os resultados permitiram identificar que a incubadora foi criada para atender as características econômicas e acadêmicas da comunidade em que está inserida, apresenta um espaço físico adequado para alocar as empresas e oferece serviços e recursos como treinamentos, networking e acesso aos laboratórios. Foi possível destacar os pontos fortes e fracos da gestão da incubadora e, de forma geral, concluir que melhorias no processo de seleção, nas especificidades dos cargos, nas normas claras para a graduação e nos processos e práticas da gestão precisam ser implantados visando o seu desenvolvimento contínuo

Palavras-chave


Hélice Tríplice, Inovação, Empreendedorismo, Indicadores de Desempenho, Iramuteq

Texto completo:

PDF

Referências


ALON, I.; GODINHO, M. M. Business Incubators in a Developing economy: Evidence from Brazil's Northeast Region. Science and Public Policy, p. 1-13, abr.2016.

ANPROTEC. Estudo de Impacto Econômico: Segmento de Incubadoras de Empresas do Brasil. Brasília: ANPROTEC: SEBRAE, 2016. 26 p.

ANPROTEC. Incubadoras e Parques. Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores, 2017. Disponivel em: . Acesso em: 10 Setembro 2017.

ANPROTEC. CERNE, 2018. Disponivel em: Acessado em: 20 outubro 2018.

ANPROTEC, A. N. D. E. P. D. E. I.-. Cerne - Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos, Brasília, v. 3, n. 3, 2014.

AZIH, E.; INANGA, E. L. Performance Effectiveness of Technology Incubation in Nigeria. Business and Economics Journal, v. 5, n. 4, jul/nov. 2014.

BARBOSA, L. G. D. F.; HOFFMANN, V. E. Incubadora de empresas de base tecnológica: percepção dos empresários quanto aos apoios recebidos. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 10, n. 3, p. 208-229, jul./set. 2013.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. Tutorial para uso do Iramuteq (Interface de R pour les analyses multidimensionnelles de textes et de questionnaires). Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição. Universidade Federal de Santa Catarina, p. 74, 2018. Disponivel em: Acessado em: novembro 2018.

COSTA, L. F. S. D.; FRANÇA, M. C. L.; TEIXIERA, R. M. Apoio gerencial na incubação de empresas de base tecnológica: o caso da incubadora CISE. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, Rio de Janeiro, v. 4, p. 1-15, jan./abr. 2010.

DAL-SOTO, F.; SUZIN, J. B. Práticas da análise de conteúdo no campo de gestão estratégica. Revista de Administração da Unimep, v. 15, n. 4, set./dez 2017.

DEE, N., GILL, D. E., LIVESEY, T. F., MINSHALL, T. H. W. Incubation for Growth: A Review of the Impact of Business Incubation on New Ventures with High Growth Potential. NESTA. [S.l.]. 2011. disponível em: Acessado em: novembro 2018.

DONADON, F. A. B. Estratégias de inovação e modelos de negócio da agroindústria brasileira: um estudo multicasos. Jaboticabal. 2018. 174 f. Dissertação (mestrado em administração) Universidade Estadual Paulista.

DVOULETÝ, O., LONGO, M. C., BLAŽKOVÁ, I., LUKEŠ, M., ANDERA, M. Are publicly funded Czech incubators effective? The comparison of performance of supported and non-supported firms. European Journal of Innovation Management, v. 21, n. 4, p. 543-563, out. 2018.

ENGELMAN, R.; FRACASSO, E. M. Contribuição das Incubadoras Tecnológicas na Internacionalização das Empresas Incubadas. Revista de Administração, São Paulo, v. 48, n. 1, p. 165-178, mar. 2013.

ETZKOWITZ, H. The triple helix: science, technology and the entrepreneurial spirit. Journal of knowledge-based Innovation in China, v. 3, p. 76-90, jul. 2011.

ETZKOWITZ, H.; KLOFSTEN, M. The innovation region: toward a theory of knowledge-based regional development. R & D Management, v. 3, jun. 2005.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Dynamics of Innovation: from National Systems and "Mode 2" to a Triple Helix of University-Industry-Government Relations. Research Policy, v. 29, p. 109-123, fev. 2000.

FAPESP. Fundação de Amparo à Pesquisado Estado de São Paulo. Relatório atividades fapesp 2017. Disponível em: Acessado em: setembro 2018.

FCAV. Sobre a FCAV. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2018. Disponivel em: . Acessado em setembro 2018.

FERREIRA, C. A. L. Pesquisa Quantitativa e Qualitativa: perspectivas para o campo da educação. Revista Mosaico, v. 8, n. 2, p. 173-182, dez. 2015.

FERREIRA, M. P., DE ABREU, A. F., DE ABREU, P. F., TRZECIAK, D. S., APOLINÁRIO, L. G., DA CUNHA, A. D. A. Gestão por indicadores de desempenho: resultados na incubadora empresarial tecnológica. Produção, v. 18, n. 2, p. 302-318, maio/ago. 2008.

FONSECA, S. A.; JABBOUR, C. J. C. Assessment of business incubator's green performance: a framework and its application to Brazilian cases. Technovation, v. 32, p. 122-132, fev. 2012.

GARCIA, F. P.; BIZZOTTO, C. E.; PIRES, S. O.; CHIERIGHINI. T. Reference Center for Business Incubation: a proposal for a new model of operation.

ANPROTEC. [S.l.], p. 12. 2015. Disponível em: http://www.anprotec.org.br/Relata/artigoCernNBIA.pdf . acessado em: dezembro 2018.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Admnistração de empresas, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, mai/jun. 1995.

INFODEV. Business Incubation Definition and Principles. [S.l.]: [s.n.], 2009. Disponivel em: . Acessado em: novembro 2018.

INOVA.JAB. Inova.Jab, 2018. Disponivel em: .Acessado em setembro 2017.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. The balanced scorecard: Measures that

drive performance. Harvard Business Review, p. 71-79, Jan/Fev. 1992.

KORONTAI, J. N., CARPEJANI, G., CORREIA, A. M. M., de FREITAS, W. A., da VEIGA, C. P., DUCLÓS, L. C. Proposta de indicadores de desempenho para a incubadora tecnológica do Instituto de Tecnologia do Paraná / Brasil. Espacios, v. 37, n. 2, p. 20, set/out. 2016.

LIMA, S. M., DE MACÊDO, J. L., DE AQUINO CABRAL, A. C., COLARES, R. F. Estrutura Organizacional das Empresas Vinculadas à Incubadora de Base Tecnológica da Universidade de Fortaleza: Uma Análise Sob a Perspectiva de Mintzberg. Revista de Gestão, São Paulo, v. 21, n. 3, p. 305-324, jul./set. 2014.

MACHADO, A. D. B.; SILVA, A. R. L. D.; BIZZOTTO, C. E. N. Mapping of Management Model For Business Incubator. Journal of Business and Management , v. 19, n. 5, p. 28-34, Maio. 2017.

MANSANO, F. H.; PEREIRA, M. F. Business Incubators as Support Mechanisms for the Economic Development: Case of Maringá's Technology Incubator. International Journal of Innovation, São Paulo, v. 4, n. 1, p. 23-32, Jan./Jun. 2016.

MANTOVANI, D. M. N., GRANITO, R. A. N., CABRAL, D. G., LEITE, M. F. B. O Papel das Incubadoras de Empresas no Desenvolvimento Local: Um Estudo de Caso. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 90-101, 2006.

MANZINI, E. J. Entrevista semi-estruturada: análise de objetivos e de roteiros. Seminário Internacional Sobre Pesquisa e Estudos Qualitativos, Bauru, v. 1, p. 01-10, 2004.

MARCONI, M. D. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

M'CHIRGUI, Z. Assessing the Performance of Business Incubators: Recent France Evidence. Business and Management Research, v. 1, n. 1, p. 62-76, Mar. 2012.

MIAN, S.; LAMINE, W.; FAYOLLE, A. Technology Business Incubation: An Overview of the State of Knowledge. Technovation, v. 50, p. 1-12. abr/maio. 2016.

MINISTÉRIO DE CIÊNCIA, T. E. I.-. Parques & Incubadoras para o Desenvolvimento do Brasil: Estudos de Impactos do PNI: Programa Nacional de Apoio a Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Brasília, p. 191. 2015.

MÜLLER, A. C. M., LUCION, E. V., PRESRLAK, M. I., ROJO, C. A. Proposta de indicadores de evolução de empresas incubadas: gestão baseada na metodologia CERNE. Gestão & Tecnologia, Pedro Leopoldo, v. 17, n. 3, p. 264-283, Set./Dez. 2017.

ORTIGARA, A. A., GRAPEGGIA, M., JULIATTO, D. L., LEZANA, Á. G. R., BASTOS, R. C. Análise por agrupamento de fatores de desempenhos das incubadoras de empresas. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 64-91, jan./mar 2011.

ROSA, L. ITSM: Um Caso de Sucesso do Modelo Tríplice Hélice. Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 7, n. Edição Especial, p. 55-69, Set. 2014.

RUBIN, T. H.; AAS, T. H.; STEAD, A. Knowledge Flow in Technological Incubators: Evidence from Australia and Israel. Technovation, v. 41, p. 11-24, mar. 2015.

SANTOS, P. M.; MORAES FILHO, R. A. D. Empreendedorismo na Incubadora da UFRPE: Uma Reflexão sobre Empresas Criadas por Iniciativas de Alunos e Docentes. Organizações em Contexto, São Bernardo do Campo, v. 10, n. 20, p. 371-406, jul/dez. 2014.

SEBRAE. Quais os Tipos de Incubadoras Existentes. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina, 2017. Disponivel em: . Acesso em: 24 Setembro 2017.

SOUZA, L. A., DANTAS, P. F., EL AOUAR, W. A., BARRETO, L. K. S. Modelo de Gestão em incubadoras e mapas de desempenho. Revista Ciências Administrativas, Fortaleza, v. 21, n. 1, p. 112-130, jan/jun 2015.

STOROPOLI, J. E.; BINDER, M. P.; MACCARI, E. A. Incubadora de Empresas e o Desenvolvimento de Capacidades em Empresas Incubadas. Revista de Ciências da Administração, v. 15, n. 35, p. 36-51, Abr. 2013.

TISOTT, P. B., NESPOLO, D., DE ÁVILA DIAS, D. T., OLEA, P. M., MILAN, G. S. Incubadora Tecnológica de Caxias do Sul: inovação tecnológica sob a perspectiva da hélice tríplice. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v. 15, n. 3, p. 561-591, Jul./Set 2014.

VANDERSTRAETEN, J.; WITTELOOSTUIJN, A. V.; MATTHYSSENS, P. Measuring the performance of business incubators. University of Antwerp, Faculty of Business and Economics, jun. 2012.

XAVIER, W. S.; MARTINS, G. S.; LIMA, A. A. T. D. F. D. C. Capacitação Gerencial nas Incubadoras de Base Tecnológica: Proposição de um Modelo Matricial de Avaliação. Revista de Ciências da Administração, v. 13, n. 29, p. 88-111, jan/abr 2011.

XIAO, L.; NORTH, D. The Graduation Performance of Technology Business Incubators in China's Three Tier Cities: the role of incubator funding, technical support, and entrepreneurial mentoring. The Journal of Technology Transfer, v. 42, p. 615-634, 2017.

XU, L. Business Incubation in China: effectiveness and perceived contributions to tenant enterprises. Management Research Review, v. 33, n. 1, p. 90-99, 2010.




DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v16n32p189-242

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.