A Percepção de Contadores Sobre a Demonstração dos Fluxos de Caixa no Setor Público Brasileiro

Bruno Zamprogno, João Eudes Bezerra Filho

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi verificar a percepção de contadores que atuam com a Contabilidade Aplicada ao Setor Público (CASP) acerca da evidenciação da Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), conforme modelo da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Para isso, realizou-se pesquisa descritiva, de corte transversal, com abordagem quantitativa. Os dados, obtidos por meio de questionário, foram segregados pela atuação dos respondentes, além de serem agrupados em seis clusters, conforme a similaridade e a consistência das respostas. Em alguns casos, houve opiniões divergentes em relação à DFC, como se esse demonstrativo deveria evidenciar os recursos extraorçamentários e se ele é necessário ou não, além da maioria sugerir que a DFC deveria ter outra forma de apresentação. Espera-se que este estudo contribua com a discussão dos profissionais que atuam, de forma prática ou teórica, com a CASP e que estes ou os órgãos normatizadores, se for o caso, busquem melhorias para as informações divulgadas à sociedade.


Palavras-chave


contabilidade; setor público; demonstração dos fluxos de caixa; percepção de usuários.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v16n32p267-306

Revista Organizações em Contexto (ROC) - Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA - Faculdade de Administração e Economia - FAE - Universidade Metodista de São Paulo - UMESP.

ISSN Versão Eletrônica 1982-8756

ISSN Versão Impressa 1809-1040 (2005-2008)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.