Comentários do leitor

Drogaderma

por Manuela Cavalcanti (10-11-2018)


<img src="http://media4.picsearch.com/is?iqjQo0UeAyn68hVYi_lFn-9_wGLuJkZqh2d_yH8bq-Q&height=245" alt="farmácia de manipulação online" title="farmácia de manipulação online (c) egdesign.com.br" style="max-width:400px;float:left;padding:10px 10px 10px 0px;border:0px;">Um estudo detalhado sobre a participação da Química na <a href="http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/index.php/directorio/comment/view/1212/0/209458">farmácia de manipulação</a> é longo e envolve vários temas, desde a história das civilizações até <a href="http://www.Alexa.com/search?q=avan%C3%A7o&r=topsites_index&p=bigtop">avanço</a> das pesquisas científicas. Com as informações aqui apresentadas, temos um "guia" que direciona para os principais pontos relacionados com um estudo tão rico e complexo.

Embora a Atenção Farmacêutica não seja específica para uma exclusiva faixa etária, há uma maior preocupação com os idosos. A polimedicação presente em quase todas as prescrições para idosos pode implicar em sérias conseqüências para este paciente. Uma vez que há alterações nos processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos, interferindo no processo de metabolização dos fármacos e conseqüentemente podendo ocorrer problemas de toxicidade relativa a fármacos. As reações adversas e interações medicamentosas também são freqüentes (CORDEIRO et al, 2005).

programa de implantação de SDMDU pode se considerar dividido em três partes: A primeira se determina a Estrutura pessoal, física e organizacional, na Segunda se explica "Processo em si, e a terceira a de recorrer a resultados e evolução do programa em seu conjunto".

É importante ressaltar que a dispensarão de medicamentos é uma atividade técnico-científica de orientação ao paciente, de importância para a observância ao tratamento, portanto, eficaz,quando bem administrada,devendo ser exclusividade do profissional tecnicamente habilitado farmacêutico. E que a distribuição racional de medicamentos consiste em assegurar os produtos solicitados pelos usuários na quantidade e especificação solicitadas, se forma segura e no prazo estabelecido, empregando métodos de melhor custo versus eficácia e custo versus eficiência (GARRINSON,1979).

São consideradas condições básicas para um bom S.D.M.D.U.: a existência da comissão de farmácia e terapêutica (comissão de padronização de medicamentos). Sem uma relação básica dos medicamentos a serem consumidos no Hospital, fica difícil se preparar doses unitárias, levando-se em consideração grande quantidade de especialidades farmacêuticas comercializadas no Brasil e a preferência de cada médico por uma especialidade.

As particularidades atendidas pela manipulação vão desde a dosagem das substâncias contidas na fórmula até formato do produto. Pacientes idosos ou crianças, por exemplo, não conseguem às vezes engolir cápsulas e comprimidos e precisam de adaptações. Com a manipulação, é possível produzir medicamentos em formatos inusitados como chocolates, balas, pirulitos, entre outros. "Para crianças essa é uma alternativa eficiente, pois produto contém fármaco e mascara sabor que poderia fazê-la rejeitar remédio", diz a farmacêutica Tânia Valéria Pirolo Assad.

uso de medicamento para tratamento da obesidade deve ser feito sobre constante orientação, uma vez que uso de um simples medicamento a base de plantas pode causar uma série de reações adversas, medicamentos que causam dependência química, e a maioria deles são contra indicados para pacientes cardíacos e hipertensos. Por esses e outros vários motivos que acompanhamento e a orientação do profissional farmacêutico é muito importante durante uso dessas substâncias, para garantir a eficácia e segurança do tratamento (BORSATO, 2008).

Deve dispor de área ou local segregado e identificado ou sistema para estocagem de matérias-primas, materiais de embalagem e produtos manipulados, reprovados, devolvidos ou com prazo de validade vencido, em condiçoes de segurança.

Os remédios manipulados, também conhecidos como homeopatia, proporcionam benefícios em relação ao custo, e também reduz desperdício, pois remédio é feito na quantidade exata em relação aos dias que você precisa tomá-lo. A orientação quanto à administração de insulina deve ser feita no ambiente hospitalar. As injeções são administradas no tecido subcutâneo. A técnica de aplicação é a seguinte: com uma das mãos, estabilize a pele afastando-a ou pinçando uma grande área de modo a formar uma prega, peque a seringa com a outra mão e segure como você faria com um lápis, introduza a agulha em linha reta na pele, aspire para verificar se há presença de sangue, caso não haja injete a insulina, empurre por completo embolo, puxe a seringa em linha reta para fora da pele, pressione uma bola de algodão sobre sitio de injeção durante vários segundos, use a seringa descartável apenas uma vez e jogue-a fora em um recipiente de plástico rígido como um frasco de 2 litros de alvejante, siga as regulamentações estaduais para descarte de seringas e agulhas (SMELTZER; BARE, 2005, p.1243).

A entrada da água no ETE é realizada pelo tanque 1 (equalizador), com capacidade de 351.000 litros. A água é misturada em um taque em constante agitação. No tanque 2 ocorre a aeração e oxigenação da água. A oxigenação da água ajuda na multiplicação das bactérias e a aeração faz a movimentação da água e do lodo dentro dos taques.