Comentários do leitor

Farmácia Flora Manipulação

por Gabriel Cavalcanti (18-01-2019)


A farmácia de manipulaçao hoje, dispoe de um grande números de fármacos, que só existem em outros países ou foram descontinuados na indústria farmaceutica nacional.

<img src="http://media5.picsearch.com/is?jD5muXEyJVWlhERflOz2d4mK8OeYFC5pI8_Wzdqaul8&height=160" alt="farmacia de manipulação" title="farmacia de manipulação (c) ottofarmacia.com.br" style="max-width:410px;float:left;padding:10px 10px 10px 0px;border:0px;">Uma agulha de tamanho apropriado deve ser parte integral da seringa. A seringa deve estar pronta permitindo que seu conteúdo seja administrado ao paciente sem necessitar de instruções adicionais. A proteção da agulha deve ser impenetrável, preferencialmente de um material rígido, evitando acidentes. A seringa deve permitir fácil manuseio e visualização de seu conteúdo.

produto também passa pela operação de encharcamento. Nesta etapa, arroz em casca é colocado em tanques com água quente por algumas horas (5 a 6 horas), atingindo uma temperatura de 60°C, ou seja, suficiente para causar a inativação dos coliformes totais. Não somente a temperatura dos tanques de encharque são responsáveis pela destruição dos coliformes, como também pH do meio. Conforme as horas, pH vai se reduzindo até atingir pH 4,0, ou seja, pH mínimo de crescimento dos microorganismos.

VII - Deve se instituir como prêmio, e imediato bloqueio dos bens do que for pego fragrante delito de tráfico, bem como os bens de seus parentes ascendentes e descendentes até a terceira geração: Todos os bens provenientes do tráfico de drogas, armas, mercadorias , escravo branco; e mais praticado , que mais mata, tráfico de influência, que beneficia tal do colarinho branco, que nunca tem nada em seu nome deve ser leiloados, e divididos em três partes: - Cinqüenta por cento para ser divididos com os policiais que participaram da operação que tenha gerado fragrante, vinte e cinco por cento deverá ira para a previdência social a fim de garantir bem estar dos que sem ter que sujar as mãos na lama do crime,trabalham a vida toda e ainda tem que sustentar , pesadelo da sociedade. Os políticos e os bandidos; e os vinte e cinco por cento restantes, devendo ser aplicado na recuperação das vítimas diretas.

Apesar de apontar aqui uma fragilidade da área que pode ser questionada, e até mesmo uma oportunidade de melhoria, fica aqui expresso meu repúdio a estes atletas e advogados que ao invés de assumirem a culpa, tentam jogar a responsabilidade nas farmácias de manipulação sem qualquer embasamente técnico plausível.

objetivo deste trabalho é fazer uma revisão bibliográfica através de livros, revistas, artigos científicos visando evidenciar a importância do profissional farmacêutico no acompanhamento de pacientes que fazem uso de medicamentos para tratamento da obesidade.

A Milícia é uma <a href="http://Www.fagro.Edu.uy/agrociencia/index.php/directorio/comment/view/1212/779/139096">Farmácia de Manipulação</a> com 20 anos no mercado, especializada no Aviamento de Medicamentos, Nutracêuticos, Hormônios, Fitoterápicos, Dermocosméticos, Homeopatias e Florais. A reeducação alimentar é um dos principais fatores do equilíbrio energético, uma vez que a obesidade é conseqüência de um desequilíbrio energético, onde a ingestão calórica excede gasto de energia, a redução da ingestão calórica juntamente com atividades físicas que aumentam gasto de energético, pode ajudar na perda de peso (BUSSE, 2004).

Embora a Atenção Farmacêutica não seja específica para uma exclusiva faixa etária, há uma maior preocupação com os idosos. A polimedicação presente em quase todas as prescrições para idosos pode implicar em sérias conseqüências para este paciente. Uma vez que há alterações nos processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos, interferindo no processo de metabolização dos fármacos e conseqüentemente podendo ocorrer problemas de toxicidade relativa a fármacos. As reações adversas e interações medicamentosas também são freqüentes (CORDEIRO et al, 2005).

<img src="http://media5.picsearch.com/is?V9iiaHZ5o8U5p_eccswvDVC9ekCMph7-z2n1PQAR89Q&height=192" alt="farmacia de manipulação" title="farmacia de manipulação (c) daypharma.com.br" style="max-width:440px;float:left;padding:10px 10px 10px 0px;border:0px;">Uma farmácia de manipulaçao é um local que prepara os medicamentos de acordo com a necessidade do cliente com base em uma receita emitida por um profissional da saúde autorizado. Por esse motivo, é bom contar com bons equipamentos para farmácia de manipulaçao, que serao capazes de atender as necessidades do estabelecimento de saúde e, dessa forma, proporcionar uma experiencia de compra positiva para cliente.

perfil farmacoterapêutico deve conter os seguintes dados sobre paciente: idade, peso, diagnóstico, data de admissão, número do leito, número da unidade assistencial. Com relação ao medicamento deve incluir nome do fármaco de acordo com a Denominação Comum Internacional - DCI ou Denominação Comum Brasileira - DCB forma farmacêutica, concentração, dose, intervalo, via de administração, data do início e quantidade distribuída por dia (JELDRES, 1993).

De fato a lei era uma forma de garantir e prolongar a escravidão por mais algumas décadas; na total superação da demagogia a lei do sexagenário, ou lei Saraiva - Cotegipe, que decretava a alforria para os escravos que completassem sessenta e cinco anos de idade. Tratava-se de escravos exauridos, sem condições de sustentar-se, e que eram custo para a folha do senhor de escravos. Ao ser alforriado deixava de ser ônus para escravista. Assim como os vermes de hoje querem fazer com aposentado, que pagou a previdência por toda a vida; não roubaram um centavo da tal instituição, e tem que pagar pelos rombos, enquanto os que fraudam, torna a fraudar. Em 1880 a população escrava representava menos de 5% da população livre, não era lucrativo escravo, não mais, fim natural da servidão era eminente, e a 13 de maio de 1888, no mais demagogo dos atos, foi assinada a lei Ãurea, que veio legitimar uma realidade. Em 1884 os Estados do Amazonas e Ceará já não tinham mais escravos.