A relação Eu-Tu na educação à partir do Ensino de Filosofia

Nathalia Oliveira

Resumo


Este trabalho consiste na analise do papel do ensino de filosofia na reinvenção do espaço escolar na perspectiva da alteridade.

Proponho pensarmos o Ensino de Filosofia como espaço de reflexão do  processo escolar, para além da história da filosofia desenvolvendo protagonismo reforçando os lugares de fala  e decisão de nossas(os) discentes, os maiores interessados nesse processo. Refletindo a escola,  e esses modos de fazer o ensino de filosofia, por meio da ética da alteridade, do diálogo e da valorização dos direitos humanos.

Um caminho encontrado neste trabalho para repensar nossos lugares no mundo é o uso da arte, a arte como instrumento na sala de aula, em escolas que nos faltam recursos, e espaços diferenciados, a arte esta inserida em nosso cotidiano em diversos lugares e aspectos.

A arte é uma linguagem universal, pois da periferia as grandes  elites,  todos já  tiveram algum contato com a arte, seja a arte marginal ou a arte clássica.

Ao repensarmos nos espaços e relações através da ética da alteridade, nos reinventamos enquanto seres humanos, e assim alteramos nossa realidade e os mundos que ocupamos inclusive as relações e o espaço escolar.


Palavras-chave


Ensino de Filosofia; Alteridade; Paulo Freire; Martin Buber; Emanuel Levinás

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/2175-7747/pf.v9n2p201-219

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.