Ironia, paródia e martírio em Marcos 15.16-20

Francisco Benedito Leite

Resumo


No presente artigo, pretende-se focalizar a cena apresentada nos quatro versículos que antecedem a crucificação (Marcos 15.16-20), a saber, Jesus é escarnecido pelos soldados romanos. A análise será realizada com auxílio das ferramentas das ciências da linguagem. O objetivo é demonstrar os efeitos produzidos pela ironia e pela paródia no interlocutor do discurso e a construção do ideal de martírio por meio deles.

Palavras-chave


Ironia; paródia; martírio; interlocutor; discurso

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1807-8222/oracula.v11n16p7-14

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.