Reverberações culturais e criação de identidade no cristianismo primitivo: análise retórica e iconográfica de Passio Perpetua

Silas Klein Cardoso

Resumo


No presente ensaio trabalhamos as reverberações da cultura romana na obra Passio Sanctorum Perpetua et Felicitatis e sua participação na criação da identidade do Cristianismo Primitivo pré-constantiniano. O fazemos através de uma análise retórica da obra, com especial atenção ao exórdio e doxologia e, também, a partir das convergências imagéticas entre o Sebasteion de Afrodísias e o relato. Propomos, assim, que o entrelaçamento do imaginário do Império Romano não se deu apenas a partir da cristianização do Império, mas antes, pelas interpenetrações imagético-culturais.

Palavras-chave


Perpétua e Felicidade; Cristianismo Primitivo; retórica; iconografia; Sebasteion de Afrodísias

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1807-8222/oracula.v11n16p15-28

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.