Visão do inferno: uma análise literária da visão do inferno nos Atos Apócrifos de Felipe

Carlos Eduardo de Araújo de Mattos

Resumo


O presente ensaio procura apresentar uma análise narrativa do primeiro ato de Felipe, que é a primeira parte dentro do bloco todo que é o texto dos Atos Apócrifos de Felipe. O trecho apresenta um primeiro milagre do apóstolo, em que ele ressuscita um jovem, filho único de uma viúva e a partir disso, este jovem passa a dar testemunho das visões que teve do mundo dos mortos, do inferno, no período em que esteve morto. O ensaio parte de conceituações teóricas, apresentando as perspectivas de Mikhail Bakhtin e Yuri Lotman, este tratando o tema da semiosfera e as bordas, as fronteiras da semiosfera e as relações culturais que se dão a partir daí, e aquele, nos apresenta os conceitos de tempo e cronotopos e dialogismo. Daniel Marguerat vem com um suporte de perspectiva de análise narrativa e a partir dessas conceituações teóricas, tentamos uma aproximação do texto.

Palavras-chave


Inferno; literatura; escritos apócrifos; narrativa; cultura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15603/1807-8222/oracula.v11n16p41-62

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.