Capital destrutivo e as chamadas “violências inocentes”: uma análise da tragédia de Brumadinho sob a ótica da responsabilização civil

Débora de Jesus Rezende Barcelos, Carolina de Souza Novaes Gomes Teixeira

Resumo


Recentemente vivenciamos o horror do maior acidente de trabalho da história do Brasil. O rompimento da barragem I da Mina do Córrego Feijão em Brumadinho matou, em questão de segundos, centenas de trabalhadores e demais moradores da região, levando com eles inúmeros sonhos, além da esperança de um bom futuro. Desde então, um profundo sentimento de tristeza e irresignação tem tomado parte de toda a população, afinal, por que isso não foi evitado? Por que a sirene não tocou? Por que os trabalhadores não foram avisados? Diante de tantos questionamentos sem respostas, o presente ensaio tem enquanto objetivo trazer à tona o caráter ambicioso, destrutivo e selvagem ínsito à atividade econômica capitalista em sua ânsia pelo lucro. Como hipótese, abordar-se-á a importância de uma responsabilização cível e trabalhista justa, fundada em verdadeiros princípios de equidade e de dignidade da pessoa humana, que deverão ser contemplados pelos magistrados em seu ofício, inclusive para deter os absurdos inconstitucionais que o poder legislativo “negociador” insiste em legitimar com a reforma trabalhista. A metodologia utilizada passará pelo método monográfico analítico, fazendo uso do levantamento bibliográfico e do estudo de material doutrinário enquanto técnica de investigação.


Palavras-chave


Capitalismo, Acidente de Trabalho, Responsabilidade Civil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1228/cd.v20n37p141-169

 

Licença Creative Commons

Obra licenciada sob Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

A Revista de Direito da Unimep

Periódico científico de publicação online semestral, comunica a abertura da chamada de artigos para composição do seu volume 19, nº 36, referente ao primeiro semestre de 2019.

Temática da Revista: Direitos Fundamentais Coletivos e Difusos.

Os interessados deverão submeter seus artigos até o dia 31/01/2019.

Segue link para acesso:

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/direito

Poderão ser submetidos artigos de até 02 coautores, desde que um deles tenha titulação de doutor e os demais com a titulação mínima de mestrando. Além disso, em virtude dos critérios de exogenia exigidos pela CAPES serão priorizados para publicação as submissões de autores vinculados a IES fora do Estado de São Paulo.          

 

ISSN Eletrônico: 2238-1228

 

 

  

ISSN Eletrônico: 2238-1228