Caso: gestão de equipamentos de proteção individual – EPI no Porto de Ponta da Madeira

Adiene Ferezin Custodio, Fabio Arruda

Resumo


O Terminal Marítimo Ponta da Madeira – TMPM possuía várias iniciativas relacionadas à gestão de Equipamentos de Proteção Individual - EPI, porém todas atuando de forma descentralizada. Diante disso, foi identificada a necessidade de gerenciar todas as ações em conjunto, visando simplificar o processo e otimizar ações direcionadas. A boa prática apresentada neste caso apresenta a introdução em 2014 de sistema eletrônico em postos de coleta e entrega desses materiais com objetivo de melhorar a sistemática de entrega, uso e fiscalização de EPI, bem como a implantação de um programa de simplificação, o EPI Inteligente visando o conforto e bem-estar, sem comprometer a saúde e segurança dos empregados. 


Palavras-chave


EPI; Boas práticas, Terminal Marítimo da Ponta da Madeira – TMPM.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1252/rct.v21n41p87-100

ISSN Eletrônico: 2238-1252