Mestrado profissional em educação: da industrialização à criação na prática pedagógica

João Alberto da Silva, Carla Gonçalves Rodrigues, Willian Saraiva Borges

Resumo


Este artigo visa analisar e discutir a especificidade do produto final de um Mestrado Profissional (MP) em Educação. O acesso universal à educação formal e a influência do paradigma oriundo da Revolução Industrial impuseram uma concepção de Educação pautada em princípios industriais. Como herança dessa perspectiva, o MP tende a produzir uma generalização das estratégias pedagógicas, enfatizando os aspectos macro-educacionais e homogeneizando os modos pedagógicos em sala de aula. Entretanto, ressalta-se, neste artigo, o potencial do MP em gerar práticas e tecnologias educacionais inovadoras que valorizem o ato de criação, assim como as experiências vividas, os sentidos, as sensações, as invenções e as experimentações.


Palavras-chave


Educação. Mestrado Profissional. Produto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v25n63p35-41

ISSN Eletrônico: 2236-9767