Adaptação da Família do Idoso no Cuidado Domiciliar

Débora Goulart José, Magada Tessman Schwalm, Luciane Bisognin Ceretta, Valdemira Santina Dagostim, Maria Tereza Soratto

Resumo


O estudo objetivou identificar a adaptação da família do idoso no cuidado domiciliar, em um município do Extremo Sul Catarinense. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e de campo. Realizou-se entrevista semi-estruturada com 07 familiares do idoso em cuidado domiciliar. Os dados foram analisados pela categorização de dados. As dificuldades para o cuidado foram relacionadas a não aceitação do cuidado, ansiedade, agitação, dificuldades com o manuseio do idoso, higiene e conforto e dificuldade de deambulação. A maioria dos familiares depende de cuidadores para a assistência domiciliar ao idoso. Os familiares realizam adaptações ergonômicas para o cuidado ao idoso. Evidenciou-se a necessidade de qualificar as ações prestadas por cuidadores aos idosos na atenção domiciliar.  Os resultados da pesquisa denotama necessidade de uma rede de atenção domiciliar ao idoso e aos cuidadores familiares.


Palavras-chave


Assistência Domiciliar ;Família; Idoso ; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v16n43p1-11

ISSN Eletrônico: 2238-1244