Uso de pressão positiva nas vias aéreas por máscara facial em valvopatia: um estudo de caso

Dênis Bezerra da Rocha

Resumo


Introdução: as valvopatias são acometimentos valvares que impedem o fluxo unidirecional sanguíneo pelas câmaras cardíacas, desencadeando presença de volume retrógrado, o que pode gerar redução no desempenho cardíaco e limitação funciona no desempenho de atividades de vida diária. Objetivos: avaliar o uso do EPAP nos atendimentos de um valvopata com indicação cirúrgica através de teste de caminhada de seis minutos. Métodos: realizou-se estudo de caso prospectivo, ao qual constou de utilização de ficha de avaliação fisioterapêutica, questionário de condição de doença cardiovascular (Minnesota), aplicação de teste de caminhada de seis minutos e atendimentos incluindo apenas o uso de pressão positiva nas vias aéreas (EPAP) através de máscara facial. Resultados: em sete dias de atendimentos, contando apenas com a utilização de EPAP, foram capazes de aumentar a distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos, de 480 metros para 540,15 metros ao final de seus atendimentos. Conclusão: o dispositivo EPAP (com Peep = 10cmH2O) se mostrou eficaz como agente terapêutico, sem desencadear efeitos nocivos a função cardiovascular, e realizando significativa melhora no desempenho cardíaco do paciente estudado.


Palavras-chave


pressão positiva nas vias aéreas; valvopatias; desempenho cardíaco.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v16n42p27-33

ISSN Eletrônico: 2238-1244