“Serei pai, e agora?” Perspectivas de adolescentes masculinos na vivência da paternidade

Gabriella Lacerda Magalhães, Lívia Alencar Gomes, Rosana Franciele Botelho Ruas, Antônia Gonçalves de Souza, Luís Paulo Souza e Souza, Carla Silvana de Oliveira e Silva, Nádia Aléssio Velloso

Resumo


Objetivo: Compreender a experiência da paternidade para adolescentes masculinos atendidos por uma Estratégia Saúde da Família. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada em 2013, com oito pais adolescentes no município de Montes Claros, Minas Gerais - Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevistas abertas e analisados pela técnica de análise de conteúdo. Resultados: as categorias emergidas foram: “Vivendo a descoberta da gestação: mudanças no estilo de vida, preocupações e expectativas”; “Avaliação da assistência prestada pelo serviço de saúde e participação do pai no pré-natal: entre anseios e exclusão”. As principais dificuldades encontradas pelos pais adolescentes foram de natureza psicológica, financeira e, principalmente, no que diz respeito à falta de uma rede social efetiva de apoio. Conclusão: Os discursos emergiram a necessidade de uma nova organização dos serviços de saúde de maneira a introduzir o pai adolescente nesse contexto, para que ele possa contribuir no cuidado à mãe e ao filho, com suas subjetividades e especificidades. 


Palavras-chave


Paternidade; Adolescência; Gravidez; Relações Familiares.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v17n45p29-37

ISSN Eletrônico: 2238-1244