Aplicabilidade do índice SOFA em pacientes com sepse em uma Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital na cidade de Fortaleza/CE

Hassan Kelvin Feitosa Evangelista, Joselito de Oliveira Neto, Íris Pereira Magalhães, Raquel Horn Vasconcelos de Oliveira, Nathalie Ommundsen Pessoa, Márcia Cardinalle Correia Viana

Resumo


O índice SOFA tem na sua aplicação a avaliação das disfunções orgânicas, e a sepse como um agravante nas unidades de terapia intensiva, aumenta os episódios de falências orgânicas. Avaliar essa aplicabilidade em uma unidade crítica pode ser de grande relevância a equipe interdisciplinar que constantemente necessita de métodos auxiliares. Foram analisados pacientes com sepse, admitidos na unidade de terapia intensiva de um hospital público de Fortaleza, sendo coletados dados a partir do prontuário através de um estudo prospectivo, observacional do tipo censo entre novembro de 2011 a abril de 2012. Percebeu-se que referente às comorbidades, pouco delas foram apresentadas nos pacientes, vendo também, através do índice SOFA, uma comparação entre os dias coletados resultando em uma significância entre o 1º e o 3ª dia, levando esse resultado para uma vista estatística sobre a disfunção orgânica mais acometida. Como um recurso auxiliar em UTI, o índice SOFA torna-se possível a aplicação para aperfeiçoar a qualidade da avaliação e o acompanhamento junto ao paciente com sepse, e assim possibilitando com que as disfunções orgânicas sejam controladas facilmente. Ocasionando a diminuição das comorbidades e mortalidade, mas facilitando o prognóstico.


Palavras-chave


Sepse. SOFA. Hospitalização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v17n48p79-86

ISSN Eletrônico: 2238-1244