Incidência e distribuição espacial dos casos de dengue na cidade de Itabuna, Bahia, no ano de 2014

Beatriz Lózer Montanha Castro, Suzana Santos Cabral, Márcio Amorim Tolentino Lima

Resumo


O dengue é uma infecção causada por vírus através do mosquito Aedes aegypti e  A. albopictus de grande impacto a saúde pública. A cidade de Itabuna ganhou destaque nacional pelos seus altos indices de contágio de arboviroses. Trata-se de uma pesquisa de dados secundários, visando analisar a distribuição espacial do vírus do dengue na cidade de Itabuna, Bahia em 2014. Identificaram-se as principais regiões de incidência do vírus, e através de estudo bibliográfico foram analisados aspectos variados como: clima, abastecimento de água, esgoto, e coleta de lixo. Inicialmente, foram identificados 1.262 casos de dengue no município com uma taxa de incidência de 6,16 casos/mil habitantes. Os dados climáticos concordaram que há um clima propenso na cidade para o desenvolvimento do Aedes aegypti, 23,6 ºC, sendo que seu desenvolvimento se dá em temperaturas entre 21 ºC e 30 ºC, diferente do Aedes albopictus  que prefere  o clima frio. Observou-se  um  déficit nos serviços    básicos: 10.298 domicílios e estabelecimentos não possuíam água encanada, 6.572 não possuíam rede de esgoto, e 2.871 domicílios não tinham coleta regular de lixo pelo município no último levantamento. A pesquisa concluiu que há uma alta incidência em bairros adjacentes ao centro e no centro da cidade, 47,54% dos casos, concordando com alguns estudos geográficos, que justifica que o crescimento das cidades torna mais denso os centros urbanos, mesclando as classes sociais, expandindo as deficiências nas áreas habitacionais de populações mais pobres para áreas centrais. 


Palavras-chave


Epidemiologia; Aedes aegypti; vírus

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v17n48p51-58

ISSN Eletrônico: 2238-1244